Importa começar por dizer que, diariamente, todos perdemos cerca de 60 a 100 cabelos, pelo que este género de queda de cabelo é natural e não é em si sinal de qualquer problema.

Porém, se este ciclo sofrer algum tipo de distúrbio ou de alteração, podemos estar perante uma queda de cabelo excessiva e que pode mesmo ser designada de alopecia parcial ou total. Perceba melhor.

O que é a queda de cabelo?

jovem em stress pos laboral

Lavar o cabelo regularmente e com os produtos certos, fortalece as raízes e a saúde capilar e evita a queda do cabelo.

Contudo, importa dizer que a queda de cabelo pode ter diversas causas e ser uma situação benigna e passageira ou uma patologia que carece de intervenção. 1

Na origem desta circunstância, podem estar fatores fisiológicos, genéticos, hormonais, climatéricos, físicos e/ou mentais. Alguns exemplos dessas causas possíveis são:

  • Fazer uma má alimentação;
  • Stress;
  • Pós-parto;
  • Febre;
  • Infeções;
  • Doenças crónicas ou endócrinas;
  • Determinados fármacos.

Tipos de queda de cabelo

Também há vários tipos de queda de cabelo, assim como diversas razões que podem explicar a sua ocorrência. Fique a conhecer algumas das tipologias mais frequentes. 2

cabelos retirados da escova de cabelo

Alopecia Androgenética

Sem dúvida que a queda de cabelo mais recorrente é a que é denominada Alopecia Androgenética (vulgo “calvície”). Esta queda de cabelo caracteriza-se por ser lenta e atinge metade dos homens com mais de 50 anos, sobretudo na zona das têmporas e no cimo da cabeça.

Este problema carece de uma avaliação e tratamento médicos que podem passar por terapêuticas locais e orais ou, em alguns casos, autotransplantes de cabelo.

Eflúvio Telogénico

Outros problemas em que pode ocorrer queda de cabelo é, por exemplo, no Eflúvio Telogénico, em que a queda é difusa e a perda diária de cabelo é 10% a 15% superior ao habitual.

Geralmente, esta doença é provocada por perdas rápidas de peso, stress, medicamentos, alterações hormonais (pós-parto, início ou interrupção da pílula), tumores, infeções, anemias, deficiências nutricionais, doenças inflamatórias diversas, etc.

Eflúvio Anagénico

Também há medicamentos, intoxicações ou tratamentos, como a quimioterapia, que podem levar à queda de cabelo. Neste caso, falamos em “Eflúvio Anagénico”.

Alopécia Areata

Esta queda de cabelo costuma gerar as chamadas “peladas”, ou seja, regiões circunscritas da pele que ficam sem pêlo ou cabelo.

Por vezes, este tipo de alopecia pode evoluir e acabar por se tornar numa alopecia total, ou seja, numa “calvície” que afeta todo o couro cabeludo. Portanto, um diagnóstico e tratamento local precoces são altamente recomendáveis.

Tinha

Apesar de não ser algo frequente, na infância, o couro cabeludo das crianças pode ser afetado pela tinha, uma infeção fúngica que leva à queda de cabelo, causando ainda descamação e pontos negros. Esta é uma doença contagiosa, mas tratável com terapêutica oral.

Alopecias Cicatriciais

Este tipo de alopecia destrói de forma definitiva os folículos pilosos. Normalmente, este problema ocorre em caso de infeção, tração, trauma, tumor do couro cabeludo ou dermatoses inflamatórias, como o Lúpus eritematoso ou a Esclerodermia.

Nestas situações, é necessário proceder à biópsia da pele e a análises sanguíneas. Para tratar, há terapêuticas locais e orais que ajudam a impedir a progressão da doença.

Causas

Como ficou claro, a queda de cabelo pode ter inúmeras causas. Contudo, algumas são mais frequentes e merecem destaque, como é o caso de: 3

  • Carência em vitaminas e nutrientes, o que enfraquece o couro cabeludo. Portanto, é essencial fazer uma dieta variada e rica em alimentos saudáveis;
  • Doenças infeciosas, nomeadamente devido à febre e à aceleração que ela provoca nos processos metabólicos;
  • Disfunções na tiróide, como hipotiroidismo e hipertiroidismo;
  • Depressão e ansiedade;
  • Alguns fármacos anti-hipertensores, antidepressivos e anticonvulsivantes.

problemas de saúde tiróide

Sintomas

Além dos fios de cabelo que caem no momento do banho ou escovagem, há outros sinais que podem indicar que estamos perante uma queda de cabelo significativa e que merece ser avaliada por um médico.

Eis alguns desses sinais: 3

  • Queda de cabelo súbita;
  • Redução da densidade capilar (se caírem mais fios de cabelo do que aqueles que nascem, o volume capilar diminui);
  • Prurido e ardor;
  • Aparecimento de peladas (zonas sem cabelo);
  • Cicatrizes no couro cabeludo;
  • Outras manifestações como: descamação, borbulhas, nódulos ou drenagem de pus.

mulher com problemas no couro cabeludo

Diagnóstico e tratamento

Para identificar a causa da queda de cabelo, é essencial consultar um dermatologista, que irá examinar o couro cabeludo, nomeadamente através da tricoscopia.

Só depois é possível determinar qual o tratamento mais adequado, cujos resultados demoram, geralmente, alguns meses a serem notórios. Entre as terapêuticas disponíveis, estão:

  • Medicamentos tópicos, orais e corticosteroides;
  • Laser capilar (que aumenta o crescimento e a densidade do cabelo);
  • Microneedling (que faz o repovoamento capilar);
  • Transplante capilar. 3

Quer saber mais sobre a sua Saúde? Faça um checkup na Unilabs.
Sem necessidade de marcação prévia.

Visite-nos

Prevenção

Se adotarmos alguns cuidados, podemos prevenir ou, pelo menos, controlar a queda de cabelo.

Essas precauções passam, sobretudo, por um estilo de vida saudável, nomeadamente por uma dieta equilibrada e pela prática regular de exercício físico, tendo em conta claro, a possibilidade descartada de algum fármaco que esteja a causar este problema.

Além disso, é fundamental que seja feita uma higiene adequada do couro cabeludo, recorrendo a champôs, amaciadores e tónicos capilares apropriados ao cabelo de cada um, sem exagerar no número de lavagens.

Também é importante escovar bem os fios de cabelo, de modo a remover sujidade, caspa, cabelos caídos e células mortas, além de evitar prender o cabelo molhado ou fazer penteados apertados.

Por outro lado, é de evitar alguns procedimentos agressivos para o cabelo, como é o caso do uso de secador a altas temperaturas, as permanentes, os alisamentos, as colorações e os produtos para moldar o cabelo. 3

mulher a tomar banho e lavar o cabelo

+ Fontes

  1. WebMD. (2020). Understanding Hair Loss – the Basics. Disponível em: https://www.webmd.com/skin-problems-and-treatments/hair-loss/understanding-hair-loss-basics
  2. Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia. Calvície e outras alopecias. Disponível em: https://www.spdv.pt/_doencas_de_pele_2
  3. Mayo Clinic. (2020). Hair loss. Disponivel em: https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/hair-loss/symptoms-causes/syc-20372926
Tags
Unilabs Autor Unilabs

Presente em Portugal desde 2006, a Unilabs é líder nacional em Diagnóstico Clínico, com mais de 1000 Unidades de atendimento ao seu dispor. Serviços: Análises Clínicas, Cardiologia, Anatomia Patológica, Radiologia, Genética Médica, Medicina Nuclear, Gastrenterologia.