A meditação é um recurso cada vez mais usado e recomendado pelos profissionais de saúde, nomeadamente pelos especialistas em saúde mental (psiquiatras e psicólogos), já que tem vindo a ser integrada e adaptada na medicina e na psicologia ocidentais.

Isto porque, se tem mostrado uma técnica com benefícios no controlo de alguns distúrbios do foro psiquiátrico e emocional.

Outra vantagem da meditação é que não tem contra-indicações e, por isso, pode ser experimentada por qualquer pessoa, ajustando-se às necessidades, problemas e gostos de cada indivíduo.

É, ainda, importante dizer que há vários tipos de meditação, nomeadamente, o ioga e o mindfulness, confundindo-se por vezes o mindfulness com a meditação, devido ao seu uso cada vez mais frequente.

A meditação pode ser, assim, descrita como um meio de autoajuda que pode ser posto em prática através do mindfulness. Fique a perceber melhor. 1

O que é a meditação?

Como já explicamos, a meditação, não sendo algo novo (possui mais de 2500 anos, remontando a práticas espirituais ancestrais, como o budismo), tem sido um recurso cada vez mais aconselhado às mais diversas pessoas, nos mais variados contextos, sobretudo se considerarmos a meditação na sua “vertente da atenção plena”, o mindfulness.

A meditação tem-se, assim, revelado uma resposta aos efeitos do estilo de vida moderno, nomeadamente: às preocupações, ao cansaço, aos conflitos, ao stress, à ansiedade, à confusão, à agitação, à dispersão e a outras perturbações muito atuais, como o transtorno obsessivo-compulsivo, a depressão, os problemas de humor, os distúrbios do sono e as dependências. 2

homem a meditar em casa

Além disso, alguns estudos internacionais (nomeadamente os liderados por Kabat-Zinn, professor emérito da faculdade de Massachussets, EUA) têm evidenciado que o mindfulness pode trazer melhorias noutras condições médicas, no âmbito não apenas físico como psicológico, tais como:

Mas, afinal, em que consiste este tipo de meditação – mindfulness – de que temos vindo a falar?

Em resumo, o mindfulness é estar no momento e aceitá-lo, tal como ele é.

Ou seja, psicologicamente, o nosso cérebro apenas deve encontrar-se focado nos pensamentos, emoções, experiências, sentimentos e sensações do presente (conexão mente-corpo), sem interferência de outros fatores ou distrações. Para isso, a meditação também pode ter um papel crucial.

Qual a sua importância?

jovem feliz e sorridente ao ar livre

As muitas investigações já realizadas sobre meditação, particularmente sobre mindfullness, têm evidenciado as suas vantagens não só em indivíduos com doença mental, como também em indivíduos saudáveis.

Os benefícios são sobretudo: bem-estar, satisfação com a vida, otimismo, diminuição do stress e da ansiedade, aumento da capacidade em controlar as emoções, reações e respostas (sobretudo a situações mais difíceis) e melhoria na capacidade de orientação e de foco e, logo, de produtividade.

A meditação parece, ainda, produzir resultados mais ou menos imediatos, o que também se revela bastante atrativo, bastando para isso a prática de 20 a 30 minutos de meditação por dia. 1

Como se faz meditação?

A meditação, no seu sentido mais lato, é geralmente executada num momento específico do dia, numa posição confortável e estática, através de um trabalho próprio de respiração, de modo a contribuir para a clarificação da mente.

Já a meditação, através do mindfulness, pode ser realizada por qualquer indivíduo, com ou sem guia, o qual pode ser um profissional, um site ou, até, uma aplicação para smartphone.

mulher a meditar no sofá

Também pode ser feita em qualquer sítio e ocasião, desde que esteja comprometido com o momento e com o presente. 1
Um exercício simples de mindfulness é estar atento a todas as emoções e sensações que nos provoca o ato de lavar o cabelo, desde o cheiro do champô ao toque dos dedos no couro cabeludo, ao som da água do chuveiro a escorrer.

Passo a passo para aprender a meditar

mulher a meditar em ambiente relaxante

Muitas pessoas podem achar que meditar é um exercício difícil ou que exige muito apoio ou um ambiente muito específico.

Contudo, o essencial é que tenha vontade de experimentar esta técnica e siga as seguintes indicações para meditar com sucesso:

  1. Selecione o momento do dia em que tem até 30 minutos livres para se dedicar a esta atividade, sem interrupções, nem distrações. Programe o despertador para saber quando o tempo da meditação terminou.
  2. Prefira um espaço calmo e tranquilo que pode ser um jardim ou até o interior do seu automóvel.
  3. Fique numa postura confortável. A posição mais tradicional é sentado, com as pernas cruzadas e com os pés sobre as coxas, logo acima dos joelhos, mantendo sempre a coluna reta. Porém, pode explorar outras posturas que o deixem mais à vontade seja sentado, seja deitado. O importante é ter sempre a coluna reta, os ombros relaxados e o pescoço alinhado. Idealmente, deve ainda possuir um apoio para as mãos, fechar os olhos e deixar que os músculos relaxem.
  4. Concentre-se na respiração. Inspire profundamente, puxando o ar da barriga e do tórax, e expire lenta e calmamente. Para ajudar, conte mentalmente até quatro na inspiração e conte, novamente, até quatro na expiração.
  5. Foque-se num “mantra”. Basicamente, isto significa que, para facilitar o processo de meditação, deve concentrar-se em algo, como um som, uma sílaba, uma palavra ou uma frase, que deve repetir (vocal ou mentalmente) várias vezes até ela atuar na mente, ajudando no foco. Se preferir, pode ainda usar como mantra uma imagem, uma melodia, um pensamento, a própria respiração, desde que seja algo calmo e que favoreça a concentração.

Cursos e apps de meditação

Se ficou interessado no tema e quer experimentar fazer meditação, saiba que a Sociedade Portuguesa de Meditação/Mindfulness realiza vários cursos, retiros, formações e workshops.

Além disso, pode sempre recorrer às várias aplicações para meditação que já existem.

Headspace

Esta app disponibiliza sessões de 3, 5 ou 10 minutos gratuitas. Há vários tipos de meditação disponíveis (todas em inglês), que pode escolher em função dos seus interesses. Também pode ativar o serviço de mensagens motivacionais, que pode ir recebendo durante o dia.

Medite.se

Nesta app, encontra sessões para iniciantes, avançados e até crianças. Há melodias relaxantes, com sons de pássaros ou de água. É grátis e a narração é feita por um terapeuta brasileiro.

Calm

Vencedora do Apple App of the Year 2017 e do Google Play Editor’s Choice 2018, esta app disponibiliza histórias para adormecer, programas de respiração, músicas relaxantes e meditações guiadas. As sessões vão dos 3 aos 25 minutos de duração.

Rituals

Além de exercícios de meditação, com a duração de 5 minutos, esta app disponibiliza ainda aulas de yoga gravadas e é gratuita!

29k FJN

Esta app dá acesso a cursos de desenvolvimento pessoal, meditações áudio e exercícios que contribuem para o equilíbrio e foco individuais, nomeadamente, através do trabalho da respiração.

Cuide da sua saúde mental!

+ Fontes

  1. Saúde Mental.pt. Meditação/Mindfulness. Disponível em: https://saudemental.pt/meditacao-mindfulness/
  2. Sociedade Portuguesa de Meditação/Mindfulness. Mindfulness. Disponível em: https://meditt.space/r/mindfulness
Unilabs Autor Unilabs

Presente em Portugal desde 2006, a Unilabs é líder nacional em Diagnóstico Clínico, com mais de 1000 Unidades de atendimento ao seu dispor. Serviços: Análises Clínicas, Cardiologia, Anatomia Patológica, Radiologia, Genética Médica, Medicina Nuclear, Gastrenterologia.