Determinadas análises clínicas e exames mais complexos podem implicar um período sem comer, antes de os fazer. Conheça os exames que requerem jejum.

A preparação para alguns exames complexos ou mais simples como análises clínicas, podem implicar um tempo de jejum. Os exames que requerem jejum são, por norma, acompanhados de indicação médica para que os resultados possam ser o mais acurados possível.

Conheça os exames mais comuns que requerem jejum, qual o tempo de jejum necessário e desvende alguns dos mitos associados.

Análises clínicas

As 12 horas habitualmente definidas para o jejum em análises clínicas foram definidas com base no tempo máximo que uma pessoa normal leva a metabolizar todo o alimento ingerido na última refeição.

No entanto, já não é necessário um período de jejum tão prolongado para todos os parâmetros sanguíneos.

Estas alterações de paradigma devem-se às tecnológicas cada vez mais avançadas e menos expostas a possíveis interferências dos alimentos, bem como a um maior conhecimento dos valores de referência desses testes fora do jejum.

Assim, apenas é solicitado um período de jejum suficiente para se obter um valor fiável, devendo por isso ser respeitado sempre que solicitado.

Tempo de Jejum para análises clínicas

O tempo de jejum nas análises sanguíneas varia consoante os seguintes parâmetros:

  • Colesterol HDL, LDL, VlDL, triglicéridos: jejum de 12 horas nos adultos e 3 horas para as crianças e bebés, se o médico o solicitar. Caso contrário não é necessário período de abstinência alimentar (1,2);
  • Glicose: recomendado período de jejum de 8 horas (1,2);
  • Ferro, fósforo, Níveis de PSA (antigénio prostático específico), TSH (hormona tiroestimulante), GTP (transaminase glutâmico pirúvica), GOT (transaminase glutâmico oxalacética), creatinina, ureia, ácido úrico, potássio, sódio e cálcio: jejum de 3 horas (2);
  • No caso de exames “pós-pandrial”, a análise deve ser feita 2 horas após a refeição;
  • Hemograma, T4, T3, FSH (hormona folículo-estimulante), estradiol, LH (hormona luteinizante),INR: não necessitam de jejum.

No caso da diabetes, o tempo de jejum deve ser estabelecido pelo médico especialista, de forma a analisar as particularidades de cada indivíduo devido ao risco de hipoglicemia (queda nos níveis de açúcar no sangue) pela falta de alimento.

Em caso de urgência ou por indicação médica, qualquer parâmetro sanguíneo pode ser avaliado sem estar de jejum.

Colonoscopia

Neste exame é introduzido um endoscópio pelo ânus, que permite a observação do intestino grosso (cólon e reto), funcionando como um meio de diagnóstico e de tratamento.

A colaboração por parte do doente é extremamente importante neste procedimento por incluir uma preparação alimentar e medicamentosa prévia que deve ser cumprida à risca.

A preparação para uma colonoscopia inicia-se 3 dias antes do exame com restrição de alguns alimentos que podem dificultar a visualização durante o procedimento, pelo que se deve seguir o plano alimentar prescrito previamente.

Tempo de Jejum para a colonoscopia

Para a realização deste exame é essencial estar em jejum, sendo que não se pode comer nas 6 horas que antecedem o exame e não se pode beber nas 4 horas que antecedem o mesmo (3). Em caso de ser necessário tomar algum tipo de medicação habitual, deverá ser feito ingerindo uma quantidade muito reduzida de água.

exames em jejum endoscopia

Endoscopia Digestiva Alta (EDA)

Este exame avalia a porção superior do sistema gastrointestinal. Neste exame, o endoscópio é introduzido pela boca e permite a observação do esófago, estômago e duodeno (primeira porção do intestino delgado).

A EDA permite a deteção de múltiplas lesões, como por exemplo úlceras, pólipos ou tumores, bem como a deteção de locais de hemorragia interna. Permite simultaneamente a colheita de biópsias, estancar hemorragias, resolver obstruções ou remover pólipos.

Para que o médico consiga fazer o exame é imprescindível que os órgãos que vão ser visualizados estejam completamente vazios, sob pena de o exame não poder ser realizado ou de condicionar a sua eficácia. Também existe o risco de aspirar o conteúdo do estômago para o pulmão e ter complicações (pneumonia de aspiração) (4).

Tempo de Jejum para a EDA

Para evitar uma má preparação, é necessário fazer uma dieta leve na véspera, sem comer alimentos de difícil digestão, como a carne vermelha. Este exame requer um jejum de 6 a 8 horas anteriores à da hora do exame (4).

Se tiver necessidade de tomar comprimidos, poderá fazê-lo com o mínimo de água possível, até três horas antes do exame.

Deve informar o médico de toda a medicação que está a tomar, especialmente anticoagulantes, antiagregantes plaquetários e antidiabéticos.

Tumografia computorizada (TAC)

Este exame consiste numa tecnologia de imagem que usa um equipamento especial de raios X para obter um volume de dados do corpo, depois processados por um computador para obter imagens dos órgãos internos do organismo.

Tempo de Jejum para TAC

A preparação para a TAC é muito simples, uma vez que, na maioria dos casos, não existe qualquer recomendação especial.

No entanto quando é requerido TAC com contraste (uma substância administrada via endovenosa), o utente poderá tomar uma refeição ligeira, mas deve abster-se de álcool, cafeína e comidas “pesadas” ou abundantes.

Em muito poucos casos será prescrito o jejum absoluto (se necessário geralmente é de 4 horas), mas essa informação será prestada pelo técnico no ato da marcação do exame.

Exames em jejum ressonância

Ressonância Magnética (RM)

A RM utiliza uma tecnologia à base de ondas de radiofrequência num forte campo magnético a fim de obter imagens do corpo em vários planos. Permite a exibição em grande detalhe dos órgãos e tecidos do corpo.

Tempo de Jejum para RM

Geralmente, se a RM é feita sem anestesia, é solicitado que o paciente se apresente em jejum de pelo menos 3 horas, podendo, no entanto, beber água para tomar a sua medicação habitual.

Se o exame for com anestesia, o jejum absoluto passa para 8 horas.

Ecografia

A ecografia ou ultrassonografia usa os ultrassons para avaliar as estruturas anatómicas do nosso organismo. O equipamento que permite a sua realização é o ecógrafo.

Tempo de Jejum para ecografia

A preparação depende do tipo de órgão a estudar, mas geralmente só é pedido jejum no caso da ecografia abdominal, sendo, neste caso, necessário cumprir um jejum de pelo menos 6 horas.

Não deve comer antes do exame, mas pode beber água. Deve tomar a medicação habitual e não deve beber café ou fumar antes do exame.

Jejum pré exames médicos

4 Mitos do jejum pré-exame

Se as dúvidas persistem, estes são alguns mitos que desmistificamos sobre o jejum pré-exame.

1. É obrigatório jejum de 12 horas

Não, a maioria dos exames não requerem um jejum de 12 horas, tal como referido ao longo do artigo.

Em alguns casos, pode ser necessário um período menor ou não ser mesmo necessário jejum.
Assim, as 12 horas de jejum só se verificam caso haja uma indicação médica específica, que deverá ser respeitada.

2. Antes das análises deve ter cuidado com o que come

Não deve alterar a sua dieta habitual nos dias que antecedem o exame ao sangue, uma vez que se pode traduzir em falsos resultados.

Análises ao colesterol e triglicéridos, por exemplo, podem ser influenciadas pela dieta pelo que deve manter a dieta normal e só depois aplicar as devidas mudanças, caso haja indicação médica para tal.

JÁ NÃO FAZ ANÁLISES HÁ MUITO?
Marque agora as suas análises numa Unidade perto de si

Marcar Análises

3. As análises ao sangue têm de ser feitas, obrigatoriamente, de manhã

Atualmente este facto já não é uma obrigatoriedade para a generalidade das análises, desde que se cumpra o jejum adequado.

Assim, é possível aproveitar horários alternativos como o período do almoço ou o fim do dia para realizar estes procedimentos.

No entanto, análises como glicose, colesterol, ferro, fósforo e algumas hormonas como o cortisol, testosterona e as hormonas do crescimento poderão ter indicação para serem realizadas no período da manhã.

4. Beber água quebra o jejum

Ao contrário do que se pensa, durante o período de jejum é permitido beber água. No entanto, só deve ser ingerida a quantidade suficiente para saciar a sede, pois o excesso pode alterar o resultado do exame, principalmente no caso dos exames urinários.

Qualquer outro tipo de bebida, incluindo o chá, café, álcool e refrigerantes, deve ser evitada.

+ Fontes

  1. Sociedade Brasileira de Patologia Clínica Medicina Laboratorial (2016). Necessidade de jejum para coleta de sangue para a realização de exames laboratoriais. Disponível em: http://www.sbpc.org.br/upload/conteudo/Nota_jejum_junho2016.pdf
  2. Sumita, N. (2014) Exames laboratoriais e a importância dos cuidados pré-analíticos. Disponível em: http://www.fleury.com.br/medicos/educacao-medica/artigos/Pages/exames-laboratoriais-e-a-importancia-dos-cuidados-pre-analiticos.aspx
  3. Pereira, Ana (2010) Complicações da endoscopia digestiva. Disponível em: https://eg.uc.pt/bitstream/10316/30506/1/Tese%20Ana%20Cristina%20Pereira.pdf
  4. Hashimoto, L. et al (2017) Diretrizes SOBED – Sedação em endoscopia gastrointestinal II: preparo, monitorização, medicações e alta hospitalar. Disponível em: http://sistema.sobedadm.org.br/upload/consulta_publica/documento/4/9816.pdf
Unilabs Autor Unilabs

Presente em Portugal desde 2006, a Unilabs é líder nacional em Diagnóstico Clínico, com mais de 1000 Unidades de atendimento ao seu dispor. Serviços: Análises Clínicas, Cardiologia, Anatomia Patológica, Radiologia, Genética Médica, Medicina Nuclear, Gastrenterologia.