De forma a facilitar o diagnóstico à COVID-19, a realização de um teste de antigénio (de deteção rápida), permite que rapidamente sejam identificadas e isoladas as pessoas infetadas.

A Unilabs tem sido pioneira no combate à COVID-19 estando presente de Norte a Sul do país.

A Unilabs tem disponíveis quatro testes à COVID-19 entre eles o Teste de Deteção COVID-19 (PCR), o Teste Diferencial COVID-19 e a Gripe, o Teste Serológico (anticorpos) e um Teste de Antigénio (teste de deteção rápida à COVID-19).

O Teste de Antigénio para o novo coronavírus tem como objetivo acelerar o processo de confirmação de infeção em doentes sintomáticos. Tem uma sensibilidade inferior ao Teste PCR e, por isso, não o substitui. Apesar de não carecer de prescrição médica, é obrigatória a marcação prévia do mesmo.

Porque é que o Teste de Antigénio (deteção rápida) não substitui o Teste de Deteção COVID-19 (PCR)?

O teste de deteção rápida permite identificar rapidamente doentes com COVID-19 entre indivíduos com sintomas.

Tem uma sensibilidade inferior ao Teste PCR, por isso, apenas deve ser utilizado em situações específicas, nomeadamente, em doentes sintomáticos nos 1 a 5 dias após o início dos primeiros sintomas. Servem apenas para confirmar a infeção em pessoas com sintomas, sendo que os resultados devem ser considerados como fortemente indicativos, mas não definitivos.

Este testes pode também ser utilizado em situações de urgência graças aos seus rápidos resultados como suspeita de surtos, quando um grupo fixo de pessoas têm de ser testadas, em locais como lares, escolas, hospitais, prisões etc.

Dada a sua baixa sensibilidade, comparativamente ao Teste PCR, o Teste de Antigénio pode incorrer em falsos negativos. Assim sendo, um teste negativo não deve ser interpretado como ausência de doença e tem que ser revisto por um profissional de saúde, o qual deverá enquadrar o resultado nos protocolos validados pela DGS e decidir os passos subsequentes.

Os doentes que testem negativo num teste rápido, mas que apresentem sintomas deverão preferencialmente fazer um Teste PCR para confirmação, sendo que esta decisão deve ser tomada mediante aconselhamento médico.

O teste rápido não substitui assim a pesquisa de RNA do vírus, por método de biologia molecular, vulgarmente conhecido por PCR.

O rastreio à COVID-19 deve ser feito através do Teste PCR, enquanto que o Teste de Antigénio permite apenas confirmar doentes sintomáticos.

Vantagens do Teste de Antigénio (deteção rápida)

As mais valias do Teste de Antigénio são a sua rapidez e simplicidade do processo. Este teste não requer equipamentos complexos e os resultados estão prontos em 20-30 minutos, sendo que os resultados após validação médica são enviados num prazo de até 4 horas.

Assim sendo, o diagnóstico de portadores do novo coronavírus é mais célere, permitindo uma ação mais eficaz no combate à pandemia.

Profissional de saúde a mostrar teste de deteção rápida à COVID-19

A quem se destina o Teste de Antigénio (deteção rápida)?

O Teste de Antigénio, devido à sua menor sensibilidade, destina-se ao diagnóstico rápido de doentes infetados sintomáticos. Este teste foi autorizado para a testagem de doentes sintomáticos nos 1 a 5 dias após o início dos primeiros sintomas.

O teste rápido pode também ser utilizado em situações de urgência como surtos em que um grupo de pessoas precisa de ser testado, como em lares, hospitais, etc.

Este teste não se destina ao despiste aleatório em pessoas assintomáticas

Como é feito o Teste de Antigénio (deteção rápida)?

O Teste de Antigénio é de rápida realização demorando apenas 5 minutos e é um teste que também utiliza o método de colheita com a zaragatoa nasofaríngea.

A recolha das amostras para o Teste de Antigénio deve ser realizada por profissionais de saúde qualificados e, após a colheita, o processamento do teste deve ser efetuado nas duas horas imediatas.

Como marcar o Teste de Antigénio (Deteção Rápida)?

O Teste de Antigénio não exige prescrição médica, mas carece de marcação prévia. Pode fazer um pedido de marcação online para fazer o teste rápido à COVID-19 ou, em alternativa pode contactar a Linha de Marcação 220 125 001.

Quanto custa o teste rápido?

O teste rápido à COVID-19 tem o valor de 25€. De realçar que em nenhum dos testes é aceite o pagamento em dinheiro e em alguns locais do país, os valores podem estar sujeito a alterações.

Onde fazer o Teste de Antigénio (deteção rápida)?

No norte do país, o teste rápido pode ser efetuado nas Unidades Unilabs e centros Drive Thru. Já em Lisboa e Setúbal apenas é possível fazer o teste nos centros Drive Thru. Pode confirmar a lista de Unidades e todos os centros Drive Thru disponíveis disponíveis em “Onde se Realiza“.

Em alternativa, pode ligar para o número 220 125 001 para efetuar a marcação prévia do teste.

Resultados do Teste de Antigénio (deteção rápida)

Envio e prazo de entrega dos resultados

Os resultados são enviados por duas vias: SMS com link direto ou e-mail.

O relatório é enviado no prazo de até 4 horas, pois, apesar de se tratarem de testes rápidos com resultados em cerca de 20-30 minutos, o processo da Unilabs implica a emissão de um relatório validado por um médico ou farmacêutico especialista.

Além disso, a Unilabs comunica os testes com resultado positivo na plataforma SINAVELAB, para permitir o rastreio epidemiológico por parte das autoridades de saúde pública.

Interpretação dos resultados

Os resultados do Teste de Antigénio podem ser considerados fortemente indicativos, mas não definitivos. Existem dois resultados possíveis: positivo e negativo.

Se o resultado do teste for positivo, é considerado portador do vírus e permite realizar o diagnóstico à COVID-19. De seguida, deve comunicar à autoridade de saúde competente o resultado e seguir as orientações que lhe forem dadas.

Se o resultado for negativo, uma vez que os testes antigénio têm uma sensibilidade inferior do que os testes PCR, um resultado negativo não permite excluir a possibilidade de estar infetado. Assim, todos os resultados negativos têm que ser revistos por um profissional de saúde. Caso o seu médico considere que existe critério para despiste de infeção terá de fazer o teste de deteção à COVID-19 (PCR).

Por que razão devo realizar o Teste de Antigénio com a Unilabs?

O Teste de Antigénio da Unilabs é realizado mediante um elevado standard de qualidade, assegurando os seguintes pontos:

  1. Os resultados do teste são sempre validados por um médico e farmacêuticos especialistas e são sempre colocados nas plataformas oficiais de rastreio para permitir um maior controlo da situação epidémica.
  2. As amostras são sempre enviadas para o laboratório e são feitas segundas validações por amostragem, por reforçar o controlo de qualidade e tornar o processo mais robusto.
  3. Em situações de surto, recomendamos que se efetue a confirmação em laboratório de todos os testes antigénio com resultados negativos, por técnica PCR-RT.

Faça o pedido de marcação do seu Teste de Antigénio online!
É fácil e rápido.

Marcar teste
Unilabs Autor Unilabs

Presente em Portugal desde 2006, a Unilabs é líder nacional em Diagnóstico Clínico, com mais de 1000 Unidades de atendimento ao seu dispor. Serviços: Análises Clínicas, Cardiologia, Anatomia Patológica, Radiologia, Genética Médica, Medicina Nuclear, Gastrenterologia.