Existem dois tipos de testes de diagnóstico à COVID-19: o teste de deteção do vírus (PCR) e teste de anticorpos (serológico). Saiba a diferença.

Com o novo coronavírus, muito se tem falado sobre os diferentes testes de diagnóstico à COVID-19. O resultado de ambos os testes, devidamente validado, é importante para conhecer a doença, implementar medidas de contenção e tomar decisões de Saúde Pública.

Fique a conhecer, então, quais as diferenças entre o teste de deteção do novo coronavírus (PCR) e o teste de anticorpos (serológico), e ainda quando e quem os deverá realizar.

Testes COVID-19: o que saber sobre o teste de deteção do novo coronavírus (PCR)

O que é o teste de deteção do vírus?

O teste de deteção é um teste PCR (Polimerase Chain Reaction) que deteta a presença do novo coronavírus no aparelho respiratório.

Como é feito o teste de deteção do vírus?

Em termos de procedimento, é introduzida uma zaragatoa (cotonete de grande dimensão) através do nariz até a nasofaringe, que recolhe a amostra. É feita a pesquisa de material genético (ácido ribonucleico – RNA) do vírus em laboratórios hospitalares ou certificados para o efeito.

Caso o resultado seja positivo, significa que no momento da realização do teste, existia uma infeção ativa.

A recolha correta e acondicionamento adequado das amostras, é fundamental para garantir a fiabilidade dos resultados 1, 2.

Mulher a fazer teste PCR numa unidade de saúde

Quem deve realizar os testes de deteção ao novo coronavírus?

De acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS), os testes PCR devem ser realizados em todas as pessoas suspeitas de infeção com COVID-19, ou seja, que apresentem 3:

  • Um quadro respiratório agudo (tosse persistente ou agravamento da tosse habitual);
  • Febre ≥ 38.ºC;
  • Dificuldade respiratória.

De realçar que a decisão da realização do teste só é válida após a avaliação clínica dos profissionais de saúde que estão habilitados para a fazer.

Quais são as vantagens dos testes de deteção ao novo coronavírus?

Os testes de deteção permitem:

  • Identificar de forma rápida e segura as pessoas que estão infetadas pelo novo coronavírus;
  • Identificar quem pode contagiar outras pessoas e assim definir medidas de isolamento e proteção da comunidade;
  • Caracterizar a doença, nomeadamente saber quem a transmite, a sua gravidade, quais as faixas etárias mais afetadas e a sua relação com outras doenças.

Onde pode realizar os testes de deteção ao novo coronavírus?

O teste pode ser realizado num dos centros de rastreio COVID-19 da Unilabs. Estes centros estão espalhados um pouco por todo o país, estando presentes em 13 distritos: Viana do Castelo, Vila Real, Bragança, Braga, Porto, Aveiro, Viseu, Guarda, Coimbra, Leiria, Lisboa, Setúbal e Faro.

O teste pode ser feito numa unidade de colheita Unilabs ou em modelo “Drive-Thru”, em que o teste é feito a partir do carro. Os horários para estas unidades podem ser consultados aqui.

Mapa de unidades de colheita e centros drive thru unilabs

 

FAÇA O TESTE DE DETEÇÃO AO NOVO CORONAVÍRUS
Pode marcar online. É simples, fácil e cómodo.

Marcar exame

Testes COVID-19: o que saber sobre o teste de anticorpos (serológico)

O que é o teste de anticorpos?

O teste de anticorpos é um teste serológico (também designados por teste de imunidade), que tem como objetivo avaliar se a pessoa desenvolveu anticorpos específicos contra o novo coronavírus.

Estes testes laboratoriais avaliam a presença de anticorpos contra o vírus SaRs-CoV-2 no soro, obtido através de uma amostra sanguínea.

A produção de anticorpos (proteínas específicas ou imunoglobulinas (Ig) é uma resposta do sistema imunitário quando está na presença de agressores, tais como: vírus, bactérias, fungos, parasitas, entre outros. Deverá ser realizado 5 a 10 dias após confirmação de infeção, para que o organismo desenvolva anticorpos e os seus níveis sanguíneos detetados.

Assim, se o teste for positivo significa que existiu uma exposição ao vírus e ocorreu resposta imunológica, mesmo em casos de pessoas assintomáticas.

Teste serológico à COVID-19

Como é feito o teste de anticorpos?

O teste é feito através de uma rápida e simples colheita de sangue. Nesta fase, este teste é tratado como uma análise normal visto ainda não ser um exame comparticipado.

Quem pode realizar o teste de anticorpos?

Podem realizar testes serológicos:

  • Pessoas que tiveram sintomas anteriores à entrada em Portugal do 1º caso de COVID-19 documentado;
  • Pessoas a quem não foi valorizado o quadro clínico por não existir ainda contexto epidemiológico de COVID-19;
  • Pessoas que estiveram em contacto com doentes de COVID-19 confirmados;
  • Pessoas assintomáticas que estiveram ou não em contato com doentes de COVID-19 confirmados;
  • Pessoas que não puderam ter acesso aos testes RT-PCR em tempo útil e possam ser considerados eventuais hospedeiros do reservatório viral.

Quais as vantagens do teste de anticorpos?

Como vantagens da realização de testes serológicos, destaca-se:

  1. Saber se existiu infeção pelo novo coronavírus e se o sistema imunitário a tentou combater.
  2. Identificar pessoas que foram infetadas, mesmo que assintomáticas.
  3. Conhecer a disseminação e evolução da COVID-19 na população, assim como o seu estado de imunidade.

E quais as limitações do teste de anticorpos?

Até ao momento, não existe evidência científica que pessoas curadas de COVID-19 são imunes à doença, pois algumas questões ainda não foram comprovadas:

  • Perfil de seroconversão (evolução das imunoglobulinas IgM e IgG);
  • Se os anticorpos conferem imunidade perante uma nova infeção pelo SaRs-CoV-2;
  • Caso confiram imunidade, qual o nível de anticorpos necessários que confere essa proteção e qual a duração da mesma.

Onde pode realizar o teste de anticorpos?

A análise sanguínea aos anticorpos contra o novo coronavírus pode ser feita numa das Unidades do grupo Unilabs, sem haver necessidade de marcação prévia.

Pode ser realizada a título particular nestas Unidades do grupo Unilabs, mediante uma prescrição médica, beneficiando das convenções e acordos dos sistemas e sub-sistemas de saúde e seguradoras. Este teste ainda não é comparticipado.

 

Pretende fazer um teste de anticorpos?
Dirija-se a uma unidade Unlilabs. Não precisa de fazer marcação.

Saber mais

Resumindo…

Ambos os testes de diagnóstico à COVID-19 são fundamentais no combate ao novo coronavírus. A principal diferença entre o teste de deteção e teste de anticorpos, assenta no seu objetivo: no primeiro caso, permite identificar quem está infetado, tratar e monitorizar os doentes, assim como adequar as medidas preventivas de contágio da população. No segundo caso, o resultado indica-nos se a pessoa esteve em contato com o vírus e se desenvolveu resposta imunitária a este.

+ Fontes

  1. Direção-Geral da Saúde (2020). Testes Laboratoriais para SARS-CoV-2; Testes Rápidos. Disponivel em: https://www.dgs.pt/directrizes-da-dgs/orientacoes-e-circulares-informativas/circular-informativa-conjunta-dgsinfarmedinsa-n-003cd10020200-de-27052020-pdf.aspx
  2. Direção-Geral da Saúde (2020). COVID-19: Diagnóstico Laboratorial. Disponível em: https://www.dgs.pt/directrizes-da-dgs/orientacoes-e-circulares-informativas/orientacao-n-0152020-de-23032020-pdf.aspx
  3. Direção-Geral da Saúde (2020). COVID-19: FASE DE MITIGAÇÃO Abordagem do Doente com Suspeita ou Infeção por SARS-CoV-2. Disponível em: https://www.dgs.pt/directrizes-da-dgs/normas-e-circulares-normativas/norma-n-0042020-de-23032020-pdf.aspx
Unilabs Autor Unilabs

Presente em Portugal desde 2006, a Unilabs é líder nacional em Diagnóstico Clínico, com mais de 1000 Unidades de atendimento ao seu dispor. Serviços: Análises Clínicas, Cardiologia, Anatomia Patológica, Radiologia, Genética Médica, Medicina Nuclear, Gastrenterologia.